Uma pequena aldeia com um grande coração no meio do Alentejo...

terça-feira, janeiro 03, 2006

O CARACOLI

Tava eu tirando moncos
lá da cana do nariz
enquanto fazia uma mija
assim tipo chafariz

Tinha a bexiga tã chêia
que fiquê lá uma horaq
uando me assomê em volta
tinha ido tudo embora

Sacudi o coiso e tal
enquanto coçava a bilha
de tal manêra atascado
que o entalê na braguilha

tirê as botas do lodo
que fizera na mijada
sacudi tamém as calças
sempre com ela entalada

pedi ajuda à Ti micas
que cerca dali morava
mas depilou-me os tomates
a força com que a puxava

ensanguentado na pila
fui aos tombos pelo monti
vomitando quasi as tripas
nã sêi se queres que te conti

como comera dôs pães de quilo
e um garrafão p'rajudar a empurrare
na admira que tivesse
três horas a vomitare

Detê-me na palha fresca
para ver se descansava
enterrê-me logo em bosta
de uma vaca que passava

E foi assim que essa tarde
conheci um caracoli
os dois deitados na palha
c'os cornos a secare ao soli

Que saudades do meu amigo Luís... e do seu sotaque reguenguense!

4 comentários:

Penetrador disse...

Ta simplesmente ...fabulástico :).
Beijocas.

Guida Alves disse...

Fantabulástispectacular! Só mesmo no Alentejo! Beijos.

O Restaurador disse...

Nova iniciativa d' O Restaurador!

Blogue de emprego, o Emprego no Alentejo!

Visitem em http://empregoalentejo.blogspot.com/

Por favor divulgue!!!

Saudações!

António Caeiro disse...

tá giro sim senhori!